Impostos

Recibos verdes: vá ao e-Fatura e evite pagar mais impostos

1 min
Recibos verdes

2018 traz novas regras para os profissionais liberais e outros prestadores de serviços abrangidos pelo regime simplificado, tais como jornalistas, advogados, arquitetos ou tradutores, entre muitos outros.

Até aqui as Finanças consideravam uma parte do rendimento dos recibos verdes como sendo despesa. Em 100% de rendimento total, o fisco tributava 75% e assumia automaticamente despesas de 25%.

Este ano acaba-se a dedução automática, o que faz com que os trabalhadores independentes tenham de apresentar faturas para justificar as despesas, evitando desta forma um aumento de impostos.

De acordo com o Fisco, “já se encontra disponível a opção de afetação total ou parcial das faturas que titulem despesas afetas à atividade profissional ou empresarial, para os contribuintes singulares registados pelo exercício de uma atividade.”

Se é um dos profissionais liberais que ganham acima de 27.360 euros ano, então já pode (e deve) ir ao e-Fatura.

Leia mais  IRS Automático: saiba como funciona e se está abrangido