Crédito

Sabe como funciona o crédito multifunções?

6 min
crédito multifunções

A aquisição de uma casa implica uma série de despesas extra, que o crédito habitação não cobre. Nesta situação, pode optar por um crédito multifunções e aproveitar as vantagens que lhe estão associadas.

Comprar casa é um passo importante na vida de qualquer um, mas exige um arcaboiço financeiro que nem todos conseguem ter. Mesmo nas situações em que há recurso a crédito habitação, os empréstimos não cobrem muitas vezes a totalidade do valor da casa, as despesas com a escritura e outros gastos necessários, por exemplo com obras. É nestas situações que o crédito multifunções pode ser a melhor solução.

Crédito multifunções: o que é e qual a sua finalidade

O crédito multifunções ou multiopções é um crédito que junta o crédito habitação a um crédito para recheio ou obras. Este tipo de crédito pode ser considerado uma espécie de financiamento 2 em 1, na medida em que junta o crédito para comprar casa com um crédito pessoal para despesas extra implícitas no processo, como por exemplo, o pagamento da escritura, remodelações e pequenas obras ou a compra do recheio para a casa.

Regra geral, as entidades que financiam este produto não colocam grandes obstáculos relativamente à sua finalidade. O crédito multifunções pode ser utilizado para diversas finalidades, só que, ao contrário de outros produtos, serve como complemento ao crédito habitação. Ou seja, sendo diferente do crédito habitação, o crédito multifunções é orientado pelas mesmas condições do crédito habitação.

Como funciona o crédito multifunções?

O crédito multifunções pode ser utilizado em diversas situações. Entre outras, pode optar por este tipo de crédito sempre que comprar uma casa e pensar em pedir simultaneamente um crédito pessoal para outras finalidades. Ou então sempre que precisar de um novo financiamento para melhorar o seu lar, quer passe pelas renovações de que a casa precisa ou pela aquisição de móveis, eletrodomésticos ou outros equipamentos. Ou então ainda, quando precisar de consolidar o seu crédito habitação e outros créditos que possui. Nesta situação, escolher o crédito multifunções é mais vantajoso, na medida em que junta as mensalidades e não acumula encargos desnecessários.

À semelhança do crédito habitação, na contratação de um crédito multiopções é feito o cálculo da LTV (Loan-To-Value). Trata-se do rácio entre o valor que o banco lhe concede para comprar uma casa e o valor da avaliação do seu imóvel. Isto serve para perceber qual é o valor que o banco lhe vai emprestar, sendo que na compra de uma habitação própria e permanente, o LTV deve ser igual ou inferior a 90%.

Significa então que a casa é previamente avaliada pela instituição financeira, assim como o seu perfil financeiro. A aprovação da proposta ficará pendente destas avaliações. 

Entenda o que é um crédito hipotecário

Neste tipo de empréstimo, o cliente oferece ao banco o direito ao bem – normalmente uma casa – como garantia hipotecária para o pagamento das prestações, caso não consiga cumprir com as obrigações do empréstimo. Chama-se crédito hipotecário porque existe uma hipoteca como condição para a concessão do empréstimo.

Taxa fixa ou variável?

Neste tipo de crédito é comum o cliente poder optar entre a taxa fixa e a taxa variável. Por normal, compensa contratar uma taxa fixa quando a sua taxa de esforço for inferior a 30%. A vantagem deste regime de juros é a tranquilidade que proporciona. Com uma taxa fixa, por mais que as taxas de juro subam, a mensalidade mantem-se inalterada.

Veja neste artigo o que é a taxa de esforço, como se calcula ou faça diretamente aqui uma simulação e fique a saber qual a sua taxa de esforço.

Quais são os requisitos para pedir um crédito multifunções?

O crédito multifunções implica o financiamento de valores elevados. Por esse motivo, as entidades financeiras impõem algumas condições. São elas:

  • Hipoteca: Para que o crédito seja aprovado, é possível que lhe seja pedido um reforço da hipoteca da sua casa. Esta é uma garantia adicional para a entidade de crédito, uma vez que ficará a pagar dois financiamentos em simultâneo.
  • Fiador: Não é obrigatório que todos os contratos de crédito incluam esta cláusula, no entanto, se o banco apurar que precisa de uma segurança adicional, além da hipoteca da casa, pode ter de recorrer a um fiador.
  • Aquisição de outros produtos: para que veja o seu pedido aprovado, é provável que o banco lhe peça a subscrição de outros produtos ou serviços, entre eles um seguro vida crédito habitação e a fixação do ordenado. Normalmente, o banco oferece condições mais aliciantes, como uma TAEG e um spread mais baixos, caso subscreva vários produtos em simultâneo.
Leia mais  IRS: Como preencher a declaração passo a passo

Vantagens do crédito multifunções

Como em qualquer outro tipo de crédito, há vantagens e desvantagens associadas ao financiamento multifunções. Em matéria de vantagens, este crédito oferece-lhe:

  • Diversas finalidades de utilização: Por norma, pode solicitar este tipo de produto para a finalidade que entender. No entanto, a sua aprovação vai depender do banco onde vai fazer o pedido.
  • Flexibilidade no montante: por regra, o crédito multifunções é flexível no montante de financiamento.
  • Prazos alargados: uma vez que as premissas do crédito multiopções vão ao encontro das do crédito habitação, pode usufruir de prazos de pagamento alargados (por norma, até aos 40 anos) para amortizar o financiamento.
  • Taxas de juro mais baixas: Esta é uma das principais vantagens em pedir um crédito multifunções. Ao pedi-lo juntamente com o crédito habitação, consegue taxas mais reduzidas. As condições assemelham-se às de um crédito consolidado, em que, ao juntar dois empréstimos, consegue prestações mais baixas e maiores prazos de pagamento.

Desvantagens do crédito multifunções

Pedir um empréstimo requer ponderação. E por isso, seja qual for o tipo de crédito, deve sempre ter em conta também as desvantagens, que neste caso concreto são basicamente:

  • Hipoteca obrigatória: Hipotecar a casa não é necessariamente uma desvantagem, na medida em que permite conseguir melhores condições contratuais. No entanto, se entrar em incumprimento com o banco, pode perder a o seu imóvel.
  • Mais burocracia: Uma vez que o crédito multifunções é, regra geral, pedido em simultâneo com o crédito habitação e segue as mesmas normas do crédito habitação (segundo o Decreto-Lei nº192/2009), vai passar pelo processo de avaliação do imóvel até conseguir a aprovação do financiamento. Além disso, o banco terá especial atenção à sua taxa de esforço e ao perfil de cliente, o que envolve sempre mais burocracia.

Onde contratar um crédito multifunções?

Nem todas as instituições financeiras que concedem crédito habitação disponibilizam um crédito multiopções. Para poupar tempo, pode começar por fazer uma pesquisa online e usar um simulador de crédito multifunções, inserindo o valor do crédito habitação e o valor do financiamento adicional.

Se, no seu caso, o que procura não é comprar casa, mas sim um crédito para fazer obras ou rechear a casa, por exemplo, pode encontrar este tipo de crédito no mercado sob outras designações, como por exemplo Crédito Pessoal Lar e Recheio. Sem comissão de abertura, com prazos, taxas e mensalidades fixas, com a possibilidade de fazer um seguro de proteção ao crédito e a opção de tratar do processo inteiramente online. Simule aqui quanto ficará a pagar mediante o montante de que necessita.  

Antes de pedir o crédito, veja se está na lista negra do Banco de Portugal

Antes de pedir um crédito, aceda ao mapa de responsabilidades de crédito do Banco de Portugal e analise a sua situação financeira.

Ter incumprido no passado em algum crédito é um dos motivos para que um crédito possa não ser aceite. Por isso, o ideal será regularizar a sua situação financeira antes de pedir um novo crédito.

Sugerimos a leitura destes dois artigos, para ficar a saber mais sobre a Lista Negra do Banco de Portugal.

Como posso fazer para sair da “lista negra” do Banco de Portugal

Saiba se está na “lista negra” do Banco de Portugal