Investimentos

Planeamento financeiro para 2024

5 min

Um dos seus desejos para o novo ano foi uma vida financeira mais estável e desafogada? Não basta comer passas, há que mudar hábitos e cumprir objetivos. Saiba como, neste artigo.

Regra geral, o novo ano vem sempre acompanhado de promessas de mudança. Em matéria de finanças, não é diferente. E como em tudo, não bastam as intenções. Neste caso, é preciso estabelecer metas, mudar hábitos e cumprir objetivos para alcançar uma vida financeira mais estável e equilibrada e garantir uma maior qualidade de vida.

Tendo em conta a atual conjutura económica, nem sempre é fácil olhar para as contas de forma otimista. No entanto, é possível e há várias formas de planear o ano de 2024. Comece por fazer uma retrospetiva do ano que passou e pense no que realmente resultou ou não em termos financeiros na sua vida. Este balanço é meio caminho andado para perceber quais os hábitos que deve manter ou os que deve deixar para trás. Depois, siga algumas das dicas que lhe trazemos e comece já as reestruturar o seu plano financeiro para este novo ano.

Crie um plano financeiro

Saber gerir o seu dinheiro é um dos passos mais importantes para manter o saldo positivo. É preciso planear e delinear estratégias para conseguir ter uma vida financeira estável e sob controlo.

À mão ou num ficheiro excel, escreva o que ganha e o que gasta, tendo em conta as despesas fixas e as variáveis, e avalie possíveis fontes de rendimento extra. 

Para um planeamento completo, faça este trabalho todos os meses para controlar as suas finanças. Se lhe sobrar dinheiro mensalmente, estipule um valor para colocar de parte. Se não sobrar, reveja os seus hábitos e perceba o que deve mudar para conseguir poupar, por pouco que seja. Tenha consciência daquilo em que precisa efetivamente de gastar e daquilo em que deve cortar.

Ao colocar estes dados financeiros no seu planeamento, tenha em consideração a época do ano em que se encontra, já que no inverno as despesas de eletricidade são maiores, por exemplo, e também despesas pontuais, como revisões do carro ou o IRS que terá de pagar.

Estabeleça metas financeiras

Saber onde quer chegar é um passo importante para conseguir uma vida financeira mais estável e faz parte de um plano financeiro completo.

Primeiramente, é preciso definir objetivos, que podem ser de curto, médio ou longo prazo. Depois, perceba como pode alcançá-los, seja para uma viagem de sonho, para comprar uma casa ou trocar de carro.

O essencial é definir metas e valores, para ter a certeza que está no bom caminho ou se é necessário arranjar rendimentos extra ou colocar mais dinheiro de parte no final do mês.

Reveja os seus hábitos

Há pequenos hábitos que podem estar a impedi-lo de alcançar uma vida financeiramente mais estável. Por exemplo, se costuma fazer muitas refeições fora de casa, pondere deixar de fazê-lo com tanta regularidade. Ou se tem por hábito encomendar comida várias vezes por semana através das aplicações de entregas, talvez seja melhor repensar esta prática. Reveja também as assinaturas em plataformas de streaming. Precisa mesmo de pagar três assinaturas por mês? Rever os seus hábitos é a melhor forma de descobrir onde cortar despesas.

Leia mais  Não se deixe levar por falsos descontos

Tenha um fundo de emergência

Ter um pé-de-meia é uma garantia de segurança para situações inesperadas, como ficar desempregado, a avaria do carro, um eletrodoméstico estragado ou um problema de saúde, por exemplo. É por isso que todos os meses, ou sempre que possível, deve colocar algum dinheiro de parte, sabendo que irá usá-lo apenas em situações de emergência.

De acordo com especialistas na matéria, um fundo de emergência deve abranger cerca de seis vezes o valor das despesas mensais de um agregado familiar, para garantir a subsistência da família durante meio ano. Já os trabalhadores independentes, cuja vida profissional e financeira é mais instável, devem conseguir criar um fundo que lhes permita subsistir durante um ano.

Consiga um rendimento extra

São várias as atividades que pode desempenhar para ganhar algum dinheiro extra fora do seu horário de trabalho, sobretudo se tiver criatividade.

Crie um pequeno negócio de artesanato ou produtos feitos à mão, como bijuteria, sabonetes, velas ou scrunchies. Se os trabalhos manuais não são o seu forte, ofereça-se para fazer babysitting aos filhos dos amigos ou para passear os cães da vizinhança. Pode também dar explicações, fazer revisão de texto ou outro tipo de trabalhos relacionados com as suas competências. Há várias formas de obter uma fonte de rendimento extra, basta ter vontade e abraçar o desafio.  

Não compre por impulso

Fazer compras por impulso é um dos maiores entraves para quem deseja uma vida financeira estável e equilibrada. É preciso ter regras e não gastar demais e sem necessidade. Quando for comprar, perceba se o artigo lhe faz mesmo falta ou se está a comprar só porque está com um bom preço ou porque lhe apareceu no instagram e achou-o giro.  

Cuidado com as épocas promocionais, como os saldos e a Black Friday, e que o levam a comprar coisas de que não precisa.

Livre-se das dívidas

Regularizar dívidas pendentes deve ser uma prioridade. Comece por anotar todas as dívidas que possui e qual o seu valor, incluindo os juros.

Se tiver algum dinheiro de parte, pondere liquidar o valor total da dívida. Caso não consiga, entre em contacto com as entidades em questão e renegoceie o valor dos juros ou das prestações.

Uma dica para conseguir pagar cartões de crédito ou pequenos créditos passa por utilizar o reembolso do IRS para liquidar os valores em dívida.

Aprenda sobre finanças pessoais

O saber não ocupa o lugar, e quando se fala de finanças, muito menos. Para conseguir manter uma boa relação com o dinheiro, é importante saber mais sobre o tema. Caso contrário, vai ser difícil alcançar grandes objetivos financeiros.

Informe-se, procure especialistas na matéria, leia artigos e veja vídeos. Se tiver interesse, também pode fazer vários cursos gratuitos disponíveis na internet, que vão ensinar-lhe como controlar os seus gastos e até como começar a investir as suas poupanças.

Posto isto, desejamos-lhe um ano com finanças felizes.