Investimentos

Cuidados a ter antes de comprar casa

5 min
cuidados antes de comprar casa

Comprar casa é um passo importante na vida de qualquer um e há fatores que deve ter em conta antes de avançar com o negócio. Siga estas dicas.

A compra de uma casa é uma decisão que deve ser tomada em consciência. Além de ser um processo demorado, é também um grande investimento. Por essa razão, não é demais chamar a atenção para vários aspetos que deve ter em conta e a que muitas vezes não se presta atenção. Tudo começa com a visita à casa que pretende comprar. Todos os detalhes e documentos são importantes, para que saiba realmente aquilo que vai estar a comprar, especialmente se se trata de uma casa usada.

Antes de avançar com a compra, siga estas dicas e garanta que faz o melhor negócio.

Para começar, assista a este vídeo e descubra outras questões a ter em conta antes de comprar uma casa, com os conselhos da advogada Renata Silva Alves, da Legal Latin Advisors.

Visite a casa durante o dia e mais do que uma vez

Visitar o imóvel durante o dia é a melhor opção. Desta forma, vai conseguir perceber quais são as divisões que recebem luz natural direta e quais as que podem ser mais frias e húmidas. Além disso, se visitar a casa durante a noite, pode não conseguir perceber se apresenta outros problemas, já que a luz artificial não lhe permite observar com clareza questões relacionadas com humidade, maus acabamentos ou outras intervenções que tenha tido no passado.

Também é importante visitar a habitação mais do que uma vez. Na segunda visita, opte por um horário diferente, como por exemplo, antes ou depois de jantar. Assim poderá confirmar outras questões, como por exemplo eventuais ruídos, uma vez que os vizinhos já se encontram em casa. Observe mais uma vez as medidas de todas as divisões e averigue outros aspetos que lhe possam ter passado ao lasdo na primeira visita, como por exemplo o cheiro a canos. Por fim, e uma vez que já teve tempo para refletir desde a última visita, aproveite para esclarecer todas as suas dúvidas e questões, para que possa tomar uma decisão informada e consciente.

Dê uma vista de olhos nas infraestruturas

O estado do interior do edifício é igualmente importante. Comece por confirmar o estado de conservação dos materiais, eventuais fissuras ou sinais de humidade. Rachas ou manchas amarelas no teto e nas paredes podem significar problemas de infiltrações.

Verifique também o estado da instalação elétrica, da rede de abastecimento de água e da rede de gás, para que não seja surpreendido com possíveis curtos-circuitos, fugas de gás ou rebentamento de canos. Se o imóvel for antigo, pergunte se alguma vez foi renovado.

Se a casa estiver mobilada e quiser manter algumas peças de mobiliário, não se esqueça de verificar o interior dos armários, especialmente os da cozinha, uma vez que podem apresentar sinais de degradação.

Observe o estado do chão

Para evitar problemas no futuro, deve observar bem para o estado do chão da casa. Tente perceber se existem desníveis, que podem significar problemas estruturais na habitação ou obras mal sucedidas. Por exemplo, se a casa tiver chão flutuante, verifique se está bem instalado e que não precisa de ser colocado novamente. Além disso, veja se o chão está desgastado, tem riscos ou falta de polimento, o que é normal se se tratar de uma casa antiga. No entanto, tenha em atenção possíveis danos perto dos rodapés ou manchas fortes no pavimento, já que pode indicar um problema escondido ou outros que já tenham existido.

Leia mais  Saiba a quem pertence uma referência multibanco

Todas estas questões podem representar custos adicionais depois da casa ser sua.

A exposição solar e a eficiência energética são fatores importantes

Uma casa com boa exposição solar é tão boa para a sua saúde como para a sua carteira, já que lhe permite poupar na fatura da eletricidade e obter uma maior iluminação natural. É por isso que deve sempre solicitar o certificado energético do imóvel durante o processo de compra, já que lhe permite fazer contas aos gastos que terá para manter os níveis de conforto no interior do imóvel. Associado a isto, deve verificar o tamanho e a quantidade de janelas e a orientação solar da casa.

Por exemplo, se estiver virada para norte, não vai apanhar muito sol, o que implica uma fatura de aquecimento maior no inverno e maior probabilidade de ter problemas de humidade. A favor, tem o facto de ser mais fresca no verão. Se a casa estiver voltada a nascente, só terá sol durante a manhã. Casas viradas a sul ou a poente são as que lhe conferem uma maior exposição solar.

Outros aspetos a ter em conta são as persianas, já que podem interferir com o nível térmico da habitação, e a existência ou a possibilidade de instalação de painéis solares.

Verifique o exterior da casa

Quando visitar o imóvel, preste atenção ao exterior do edifício, nomeadamente à qualidade e ao estado de conservação da fachada. Se verificar, por exemplo, que existem falta de azulejos, fissuras, várias tonalidades de tinta ou sinais de humidade, é possível que a fachada tenha de ser restaurada. Regra geral, são intervenções dispendiosas e que implicam um maior investimento por parte do comprador.

Aproveite e dê uma vista de olhos no telhado. Verifique se existem placas ou telhas partidas ou rachadas e qual é o estado de conservação. Se assim for, terá, igualmente, de proceder às devidas reparações e, consequentemente, de investir mais dinheiro.

Tenha em consideração a localização da casa e as acessibilidades

Além do estado de conservação da casa, deve ter em atenção a localização e proximidade dos serviços essenciais. Ter transportes à porta de casa, ou estar perto de supermercados, hospitais, escolas ou outras infraestruturas básicas é uma mais-valia para o seu dia-a-dia e facilita a venda no futuro.

Contudo, uma boa localização também pode se pode refletir no preço do imóvel, já que o preço da água e o IMI dependem do Município onde está localizado. Assim, informe-se relativamente aos valores praticados, para que não tenha surpresas desagradáveis.

Conheça a vizinhança

Durante o processo de compra, aproveite as visitar à casa para conhecer a vizinhança e perceber o tipo de pessoas com quem irá ter de cruzar-se. Questione o proprietário sobre se os vizinhos têm cães, se costumam fazer barulho durante a noite, se são sociáveis e prestáveis, de fácil convivência. Este aspeto é muito importante, se não quiser vir a ter surpresas desagradáveis.