Trabalho e carreira

Guia prático para começar a viver sozinho

4 min

Seja pela entrada na universidade, no mercado de trabalho ou apenas por uma questão de independência, viver sozinho pode parecer algo bastante atrativo, mas implica responsabilidades a que não pode fugir. Neste guia prático, damos-lhe algumas dicas para iniciar esta nova fase da sua vida e estar preparado para imprevistos.

A determinada altura da vida, todas as pessoas têm vontade ou necessidade de sair de casa dos pais para passarem a viver sozinhas. Seja para estudar, trabalhar ou constituir família, há inúmeras razões para dar este importante passo.

Ter as próprias regras, uma rotina própria e a casa decorada à sua imagem, pode ser sinónimo de liberdade e independência. Mas apesar de ser uma ideia bastante apelativa, há responsabilidades que deve ter em conta e a que não pode fugir.

Antes de fazer as malas, avalie se é o momento certo para começar a construir o seu lar. Através deste guia prático, conheça algumas dicas para entrar na nova casa com o pé direito.

Na hora de procurar casa, faça uma lista

Antes de começar a procurar casa, reúna numa lista as suas necessidades e aquilo que pretende. Sejamos realistas. Pode acontecer não encontrar logo a casa dos seus sonhos e ter de desistir de determinados requisitos. O que importa é encontrar um imóvel que vá ao encontro das suas possibilidades e necessidades.

Não desista! Durante a procura pode deparar-se com várias opções que não estavam no seu plano inicial e que afinal podem ser ótimas soluções.

Tenha em conta:

  • A tipologia que mais se adequa às suas necessidades. Por exemplo, se trabalha em casa, é importante procurar opções com uma divisão que possa ser transformada em escritório;
  • O estado de conservação da casa;
  • O recheio da habitação. Equacione o que é mais vantajoso para si, de acordo com as suas possibilidades: uma casa mobilada ou uma completamente vazia;
  • A localização. Opte por zonas seguras, com bons acessos ao local de trabalho. Durante o processo de pesquisa, tente perceber quais os serviços mais próximos.

Prepare-se para lidar com burocracias

Caso opte por comprar um imóvel, procure a ajuda de um profissional. Além de o ajudar a encontrar a melhor solução, ele irá simplificar-lhe a vida ao nível dos processos burocráticos.

Se recorrer a um financiamento, pode ser acompanhado por um Intermediário de Crédito, que irá negociar com as várias entidades bancárias e apresentar-lhe as propostas com as melhores condições disponíveis.

Se optar por arrendar uma casa, não se esqueça de estabelecer todas as condições de arrendamento com o senhorio. Procure definir de antemão como deve proceder caso haja avarias em eletrodomésticos ou outro tipo de imprevistos na casa. Em situações de arrendamento, conte com a provável necessidade de pagar caução e/ou de ter fiadores. 

Tenha atenção às despesas

Viver sozinho pode dar-lhe alguma liberdade e sensação de independência, mas também lhe trará mais despesas do que as que estava habituado. Para além das despesas habituais, como a água, a luz, o gás ou a internet, não se esqueça das despesas com a alimentação e com produtos para a casa e inclua-as no orçamento mensal.

Cozinhar e fazer refeições em casa, pode traduzir-se numa poupança significativa no final do mês. Para lhe facilitar a vida e poupar dinheiro, pode fazer ementas semanais. Assim, quando for ao supermercado, já sabe aquilo de que precisa e evita o desperdício de comida ao comprar alimentos que não vai usar.

Não se esqueça das tarefas domésticas

Se antes dividia as tarefas com terceiros, agora vai depender apenas de si. E vai ser normal que tenha dias em que se sinta mais cansado ou preguiçoso, em que não lhe apetece lavar a loiça ou passar a ferro.

Deve criar a sua própria rotina doméstica para evitar a acumulação de tarefas e manter a casa arrumada. Por exemplo, lave sempre a loiça após as refeições. Deixar loiça empilhada para lavar no dia seguinte dará mais trabalho e não fica bem numa cozinha. Também pode definir dias para tratar das lides domésticas. Escolha um dia para passar a ferro, outro para tratar da cozinha, outro para limpar a casa de banho, e assim sucessivamente.

Imprevistos acontecem

Tenha sempre à mão uma caixa de ferramentas básicas, seja para reparar, aparafusar ou montar um móvel, trocar uma lâmpada ou apenas pendurar um quadro. É importante que sabia fazer pequenas reparações domésticas e consiga tratar destes imprevistos de rotina sozinho.

Antes de se aventurar, aprenda também alguns truques de limpeza doméstica. Domine os melhores e mais económicos programas das máquinas da roupa e da louça, como limpar certos materiais ou partes da casa e quais os produtos a utilizar para limpar bem e não estragar nada.

Prepare a mudança

É normal que se sinta ansioso com esta nova etapa. É por isso que deve preparar tudo antes do grande dia. Quando estiver a empacotar, organize os objetos por divisão da casa e identifique as caixas, e não se esqueça de embalar os objetos frágeis com cuidado.

Planeie a mudança atempadamente e, se possível, faça um pé-de-meia. Lembre-se que nesta fase inicial terá mais despesas do que o normal. Na lista de compras essenciais, contemple objetos e produtos de limpeza para a casa e não se esqueça de abastecer a despensa.

No que toca a elementos decorativos ou outros objetos, resista a comprar tudo de uma vez. Compre apenas o essencial e faça escolhas de acordo com as suas possibilidades. Pode sempre optar por objetos em segunda mão, como sofás ou eletrodomésticos. Outra dica: se não lhe faz falta, pense duas vezes.

Conheça a vizinhança

Não se isole. Os seus vizinhos vão ser os seus melhores aliados, caso precise de alguma ajuda. Procure conhecê-los e trocar contactos e mostre-se disponível para ajudar. Em caso de emergência, são as primeiras pessoas a quem pode recorrer.

Pagamentos automáticos

Pode fazer todos os pagamentos através de débito direto. Basta escolher um dia para o valor ser debitado e não tem com que se preocupar. Desta forma, não acumula dívidas e evita esquecimentos que podem levar a um corte inesperado de eletricidade, por exemplo. Se preferir pagar as contas manualmente, coloque lembretes no telemóvel ou na porta do frigorífico, para garantir que não se atrasa.

Boa sorte para esta nova etapa da sua vida.