Dinheiro

Quer usar mais a varanda? Transforme-a num jardim!

5 min

A chegada do bom tempo deixa-nos com vontade de sair à rua, de passear nos parques ou de procurar uma esplanada para aproveitar o final de tarde. E muitas pessoas que vivem em apartamentos de cidade sentem mais nesta altura a falta de um jardim para passar o tempo, para cultivar alguns alimentos e para respirar o aroma das flores. Na verdade, é mais simples do que pensa e a remodelação de uma pequena varanda é o suficiente para conseguir o espaço verde e sustentável com que sonhava. Veja as nossas dicas, inspire-se e deixe a natureza entrar em sua casa.

Comece por estudar e planear o espaço

Quer pretenda essencialmente flores para embelezar a varanda, quer prefira ervas aromáticas e alguns hortícolas para usar na cozinha, ou então um pouco das duas coisas, essas escolhas vão depender de dois grandes fatores: espaço e luz solar. O espaço disponível na varanda é o principal indicador da quantidade e variedade de plantas que pode ter no seu jardim. E mesmo que não consiga colocar grandes vasos – que já permitem ter árvores –  pode optar por um jardim vertical de parede; aproveitar uma estante para colocar vasos ou até instalar cestos suspensos. Quanto à luz solar, deve calcular as horas de exposição direta ao sol e identificar as zonas mais expostas e as que estão à sombra. Existem plantas que precisam de muita luz direta e outras que preferem apenas a claridade do dia, pelo que esse exercício ajuda a escolher as espécies mais adequadas.

Tenha atenção aos vasos e floreiras

Existem vasos, floreiras e outros recipientes para plantas em plástico, barro, metal, madeira; com sistema de rega e escoamento integrados ou totalmente estanques. Todos têm as suas vantagens ou desvantagens, dependendo do tipo de jardim. Os de plástico são mais baratos, mas podem deteriorar-se mais devido ao sol; os de barro são mais pesados e porosos, precisam de mais atenção na rega; e os de metal podem aquecer bastante ao sol, são mais adequados para zonas frias ou de sombra. Quanto ao tamanho, se optar por vasos e outros recipientes grandes, consegue combinar diferentes tipos de flores no mesmo ou então ter plantas maiores. Formatos redondos clássicos funcionam sempre bem em termos estéticos, já com os quadrados ou retangulares consegue um melhor aproveitamento do espaço.

Quer plantas que duram ou prefere ir mudando regularmente?

Nas flores, ervas aromáticas ou pequenos hortícolas, muitas plantas são anuais, tem de as arrancar e começar do zero, o que dá mais trabalho e pode até ser desmotivante. O ideal ao fazer a remodelação da varanda é intercalar essas plantas com outras que durem vários anos, para sentir que o jardim tem sempre alguma coisa de novo, que está em mudança, mas mantém uma ‘base’ que não precisa de grande manutenção. Plantar também é mais fácil do que semear, pelo que pode começar por poucas variedades, de plantio, antes de ganhar confiança para aumentar a diversidade do jardim e fazer experiências com sementes. Existem também vários tipos de substrato diferentes, aconselhe-se sobre os mais adequados para as plantas e flores que escolheu.

 Não se esqueça dos outros materiais e também dos fertilizantes

Num jardim sustentável, qualquer recipiente serve como regador e também não precisa de ir a correr comprar todo o tipo de pás, ancinhos, baldes, luvas e tesouras. Contudo, esses equipamentos vão acabar por ser necessários para cuidar bem do seu espaço verde, deve prever esses gastos. Também essenciais são os fertilizantes, que ajudam as plantas a retirarem os nutrientes certos do substrato, que vai perdendo a qualidade ao longo do tempo ‘parado’ no vaso. Se tiver espaço, pode instalar um vermicompostor – ou vários mais pequenos nos diferentes vasos – para ter o seu próprio fertilizante, transformado por minhocas a partir de folhas, cascas e restos de legumes e fruta, borras de café, ou cascas de ovos.

 O jardim também pode ser uma sala de estar

É importante ter um bom sistema de drenagem na varanda, para facilitar a limpeza do espaço e evitar acidentes. No entanto, não é necessário fazer grandes obras em casa para transformar esse local num aprazível jardim. Além de ajudar ao ecossistema do seu bairro, e de lhe dar aromáticas e até legumes ou hortaliças para a cozinha, ainda pode ter nesse espaço uma divisão extra para si, para a família ou para receber os amigos. Uma pequena cadeira de exterior cabe em quase todas as varandas e dá-lhe um recanto secreto de leitura; num espaço maior, como um terraço, já pode avançar para uma mesa com cadeiras – rodeada do verde da natureza. A decoração do jardim pode ser complementada com iluminação e é cada vez mais fácil encontrar luzes individuais, candeeiros ou grinaldas solares, não precisando de ligação à rede elétrica

 Investir na qualidade de vida e na própria valorização da casa

Transformar uma varanda num pequeno jardim é um investimento no conforto e bem-estar, no ambiente e até na produção sustentável de alguns alimentos.

Entre os vasos, o substrato, as plantas e sementes, os utensílios, as prateleiras, o mobiliário, a iluminação e os objetos de decoração, um jardim na varanda pode ir de poucas centenas de euros até ao limite da sua imaginação, ou capacidade financeira. Mas os benefícios de uma boa remodelação, sustentável, ultrapassam largamente os gastos. Uma opção para garantir que não fica a faltar nada é um Crédito Pessoal Lar e Recheio, que não serve apenas para grandes obras em casa, vai de 2.500 euros a 50 mil euros na Cofidis. Além da adesão 100% digital, não paga comissão de abertura e pode escolher a mensalidade mais adequada, sem surpresas. Se pedir 2.500 euros e optar por um pagamento de 36 mensalidades fica a pagar apenas 81,02 euros por mês, com uma TAEG de 12,1%, uma TAN de 9,90% e um MTIC de 2.960,72€.

Trepadeiras, hortênsias, malmequeres, suculentas, sardinheiras ou petúnias; salsa, manjericão, coentros, tomilho, hortelã ou rúcula; limoeiro, oliveira, romãzeira ou loureiros; tomate, rabanete, espinafres, alface, cenoura ou cebolinho. Estas são apenas algumas coisas que consegue plantar e cultivar no seu jardim. Mesmo que seja um pequeno retângulo no 5.º andar, vai ficar surpreendido com a variedade de cores, aromas e sabores que consegue criar na varanda.