Dinheiro

Mercados de Natal a não perder em todo o país

4 min

Tradicionais, mágicos, sustentáveis, originais: estamos na época deles. Estes são os mercados de Natal imperdíveis, um pouco por todo o país, para todos os gostos e com programação além do comércio tradicional da época.

No Porto e arredores há 4 mercados de natal obrigatórios

A cidade e os seus arredores enchem-se do espírito de Natal. Na Praça da Batalha, até 31 de dezembro, as barraquinhas de madeira vendem as delícias que não podem faltar à mesa da consoada — produtores de enchidos, queijos, compotas e mel juntam-se a outros pequenos artesãos. É um bom sítio para comprar lembranças para o Natal e o mesmo poderá fazer viajando em direção à costa, a Matosinhos. No parque Basílio Teles, até 23 de dezembro, reúnem-se 87 artesãos e vendedores de livros, peças de design e decoração ou roupa.

Na outra margem do rio Douro, em Vila Nova de Gaia, também há um mercado que vale a pena explorar: a Praça de Natal, até 31 de dezembro, volta a ocupar o Centro Cívico de Gaia com atividades para toda a família. Promete-se um carrossel, uma pista de gelo, uma casa do Pai Natal e lojinhas de bijuteria, brinquedos e especialidades gastronómicas.

Também em Vila Nova de Gaia, há um mercadinho para amantes de vinho, no World of Wine (WOW), até 7 de janeiro. A impressionante vista para o rio Douro fica fortalecida com uma árvore de Natal gigante, um mercado para toda a família, petiscos e copos de vinho.

A Aldeia de Natal fica na Serra da Estrela

Entre 18 de dezembro e 2 de janeiro, a aldeia de Montanha de Cabeça, no concelho de Seia, transforma-se numa aldeia de Natal ecológica. Toda a festa e decoração sai das mãos dos cerca de 170 moradores e os materiais são oriundos da natureza. A aldeia enfeita-se de giestas, videiras ou pinheiros, num evento 100% sustentável e que é iluminado exclusivamente com tecnologia LED, mais eficiente na utilização de energia.

Em Águeda, o Natal bate recordes

A cidade de Águeda já tem um histórico de bater recordes do Guiness com a sua árvores e Pai Natal gigantes e até com o Pai Natal mais pequeno do mundo — do tamanho de um ponto final. Estes dos monumentos, um com 21 metros de altura e 250 mil luzes led e o outro visível apenas com uma lupa (visitável no posto de turismo) embelezam a cidade até 9 de janeiro. Pata além da atividade comercial do centro de Águeda, há programação cultural: exposições, animação de rua e concertos como o de Camané com a Orquestra Filarmónica 12 de Abril a 18 de dezembro.

Em Lisboa, dois mercados de natal originais

Bem no coração da capital, o Parque Eduardo VII é a morada de uma aldeia maravilhosa até 2 de janeiro: a Wonderland Lisboa. Aí anda-se na roda gigante, na pista de gelo, comem-se farturas, bebe-se uma ginginha num copo de chocolate e ainda se compram brinquedos, bijuterias, roupas e objetos de decoração feitos por pequenos artesãos.
No extremo ocidental da cidade, no Centro Cultural de Belém, há outro mercado que vale a pena visitar: Mercado de Natal EDP Planeta Zero & Pinheiro Bombeiro. Aí, até 19 de dezembro, estão representados projetos de economia circular ou que se focam na sustentabilidade ambiental e social, como o projeto Pinheiro Bombeiro, as cerâmicas da Reshape ou a Loja do Zero.

O Reino do Natal é em Sintra

A vila de Sintra está intimamente ligada a princesas, príncipes, reis e aristocracia em geral e esse passado vai estar presente no Natal deste lugar histórico. O mercado de Natal terá lugar no Terreiro Rainha D.Amélia, com o Palácio Nacional de Sintra em pano de fundo. Neste espaço vão estar presentes artesãos e as suas peças, muita doçaria, uma árvore de natal gigante e animação de rua.

No Algarve, a cultura acompanha os mercados de natal

No sul do país, há vários mercados de Natal inspirados naqueles que se fazem pelo norte da Europa, onde se juntam artistas independentes, artesanato, doces e bebidas quentes — tudo envolvido pelas iluminações de características da época, claro. Em Portimão, Vale do Lobo, Loulé, Cacela Velha e São Brás Alportel os mercados vão trazer para a rua toda a família.

Por toda a região do Algarve, há ainda programação que acompanha estes mercados de natal, como o Solrir, festival de humor em Albufeira entre os dias 29 de dezembro e 2 de janeiro, ou o ciclo de Concertos de Natal da Orquestra Clássica do Sul, entre 17 e 22 de dezembro.