Dinheiro

Conta Aforro para crianças

3 min
Conta Aforro para crianças

Sabia que é possível investir as poupanças dos miúdos em Certificados de Aforro? Esta é uma das opções de investimento mais seguras e rentáveis do mercado.

Ensinar as crianças a poupar e incutir-lhes o valor do dinheiro é meio caminho andado para se tornarem adultos mais responsáveis em matéria de finanças.

Desde as abordagens mais básicas, como o porquinho mealheiro, às mais complexas, como o crédito ou a poupança, há todo um mundo no qual os mais pequenos devem ser introduzidos, de forma a aprenderem a gerir o dinheiro de forma responsável.

Se tem a possibilidade de ter algum dinheiro de parte para os seus filhos, já pensou como fazê-lo crescer a longo prazo?

Uma das soluções mais atrativas que vai encontrar, tanto para si, como para os miúdos, são os Certificados de Aforro. Esta continua a ser uma boa solução face ao contexto económico, e que tem ganho cada vez mais terreno entre as famílias portuguesas.

Será boa ideia abrir uma Conta Aforro para crianças?

Se está a pensar em investir o dinheiro dos seus filhos, os Certificados de Aforro são uma das soluções de poupança que representam menor risco e maior rentabilidade. Por serem títulos de dívida pública ligados ao Estado, cujos juros são indexados à Euribor e capitalizados a cada três meses, a possibilidade de falência é quase nula. Na prática, isto significa que todo o dinheiro que aplica fica seguro e ainda ganha uma percentagem sobre o que investir.

Para isso, terá de abrir uma conta Aforro num balcão dos CTT ou nos serviços digitais do banco, em nome das crianças. Esta abertura não significa ter uma nova conta bancária. Trata-se, sim, de uma conta aberta na Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP), entidade que gere a dívida pública portuguesa e que se designa especificamente à subscrição destes produtos de poupança.

As crianças podem ser titulares de uma Conta Aforro?

A resposta é sim, mas não podem ser as crianças a abrir a conta. Ou seja, a abertura da Conta Aforro para um menor deve ser feita por um representante legal ou procurador/a, mediante a apresentação do documento de identificação e de uma procuração que o comprove.

Leia mais  O que são e como limpar cookies

Para o efeito, o representante legal tem ainda de preencher mais dois formulários:

  • A Declaração de Responsabilidades Parentais (modelo 711);
  • Ficha de representante (representante legal / procurador / movimentador) – modelo 701 – A.

Além disso, a criança tem de ser titular da conta bancária cujo IBAN é cedido na abertura da Conta Aforro. No entanto, essa conta bancária pode ter outros titulares, além da criança.

Regra geral, a conta não pode ser movimentada pelo menor até atingir a idade legal. No entanto, neste caso, a partir dos 16 anos já poderá ser o seu filho a abrir e a movimentar a Conta Aforro, desde que apresente um comprovativo de emancipação.

Qual o montante mínimo e máximo para investir em CA?

As regras são as mesmas, independentemente de se tratar de uma Conta Aforro para adultos ou crianças.

Primeiro, importa saber que para abrir uma conta Aforro não precisa de dinheiro. Porém, para subscrever Certificados de Aforro terá de depositar o montante desejado nesta conta.

Os Certificados de Aforro em vigor (Série F), têm um valor nominal de um euro e inicialmente terá de investir o valor de 100 euros, seguido de um investimento mínimo de mais 10 euros. O limite máximo está fixado nos 50 mil euros (que pode acumular com o valor aplicado na série E), não podendo ultrapassar os 250 mil euros.

Para perceber melhor do que falamos, leia este Guia para Certificados de Aforro que preparámos para si. Já agora, depois dê uma pequena aula de literacia financeira aos mais novos, explicando-lhes o que são os CA e que, quando investem neles, o dinheiro vai começar a crescer.

O que achou deste artigo?