Poupar

Vai conduzir em Espanha? Atenção às diferenças

3 min

Conduzir em Espanha não é muito diferente de conduzir em Portugal. No entanto, há regras que deve ter em conta para não ser apanhado desprevenido e evitar multas desnecessárias.

Em período de férias, muitos portugueses optam por viajar até ao país vizinho e, devido à proximidade, grande parte das vezes fazem-no de carro. As regras para andar na estrada não diferem muito, mas há algumas particularidades que podem valer uma boa multa.

Uma coisa com que não te de se preocupar é a questão dos documentos. Para cidadãos da União Europeia, os documentos necessários para conduzir em Espanha são a carta de condução e os documentos do veículo, nomeadamente o Documento Único e a carta verde.

Em relação ao resto dos aspetos, continue a ler e descubra aquilo que tem mesmo de saber se vai guiar em Espanha.

Triângulo

Se a sua visita ao país vizinho for passageira, só precisa de ter um triângulo de sinalização. Mas se quiser tornar-se residente, tem de ter sempre no veículo dois triângulos de sinalização para utilizar obrigatoriamente, sempre que a viatura estiver imobilizada na faixa de rodagem.

Cintos de segurança

A utilização dos cintos de segurança para passageiros do banco da frente e da retaguarda é obrigatória dentro e fora das localidades. Para quem não cumpre, a multa é de 200€.

Limites de velocidade

120 km/h em estradas principais e autoestradas;

100 km/h em estradas convencionais;

90 km/h nos restantes itinerários;

50 km/h em algumas zonas urbanas, sendo que a velocidade máxima dentro de grande parte das localidades é de 30 km/h.

Taxa de álcool no sangue

Em Espanha, para condutores com carta de condução há menos de dois anos e condutores profissionais, a taxa máxima de álcool no sangue com que podem circular é de 0,3 g/l (em Portugal é de 0,2g/l). Para os restantes condutores, é igual em ambos os países, ou seja, 0,5 g/l.

Pneu suplente

Em território espanhol é obrigatório que os veículos estejam munidos de um pneu sobresselente em bom estado e com as ferramentas necessárias em caso de substituição. A única exceção é quando o automóvel não traz o pneu sobresselente de fábrica, mas em compensação, traz um kit de reparação.

Ultrapassagens

É proibido os carros e motociclos ultrapassarem o limite de velocidade em 20 km/h em faixas únicas de rodagem, para ultrapassar outros veículos.

Se pretender ultrapassar uma bicicleta, tem de mudar completamente de faixa sempre que houver mais de uma faixa de rodagem em cada sentido, ao contrário do que era obrigatório anteriormente, em que só era necessário manter uma distância de 1,5 metros.

Telemóvel

A utilização do telemóvel durante a condução é proibida e punível por lei, exceto com o sistema de mãos-livres. A multa é de 200 euros.

Colete refletor

O uso de colete refletor sempre que tiver de sair de uma viatura que se encontre imobilizada em estrada ou autoestrada só é obrigatório para condutores espanhóis. No caso de condutores estrangeiros, a utilização do colete refletor só é obrigatória se tiver de caminhar ao longo de uma estrada ou autoestrada.

Pagamento de multas

Caso seja multado, a polícia de trânsito está autorizada a cobrar a multa no local da infração. No entanto, pode contestar a coima no prazo máximo de 15 dias consecutivos. Se pagar no momento, o valor da multa é reduzido em 30%. Mas se por algum motivo não puder pagar no momento, a única forma de fazê-lo é indicar uma pessoa ou empresa como garantia de pagamento. Se não o fizer e não pagar o valor em questão, o veículo pode ser-lhe confiscado imediatamente;

Motos e luzes

No caso dos motociclos, é obrigatória a utilização de luzes diurnas permanentes mesmo durante o dia, ao contrário de outros veículos, em que só é necessário se a visibilidade for reduzida.

Autocaravanas

As autocaravanas (ou o conjunto carro e caravana) com mais de 12 metros de comprimento devem ter na traseira 1 ou 2 refletores amarelos.

Capacete

O uso de capacete de proteção é obrigatório para condutores de ciclomotores, bicicletas e scooters elétricas.

Óculos

Se o condutor usar óculos, deve ter no veículo um par de reserva.

De salientar que, ao contrário do que era praticado em Espanha há alguns anos, deixou de ser obrigatório ter o jogo de luzes de substituição assim como as ferramentas para mudá-las.

Saiba ainda que a maioria das estradas de rede nacional, nomeadamente as vias rápidas, é de utilização gratuita. Já para circular em autoestradas terá de pagar portagens.

Agora que já sabe aquilo que o espera nas estradas espanholas, pode embarcar tranquilamente, seja em lazer ou em trabalho, que já não o apanham desprevenido.