Poupar

Crise dos combustíveis continua: como sobreviver?

1 min

Depois de uma reunião esta terça-feira entre o Governo, a Associação Nacional de Transportadores Rodoviários de Mercadorias (Antram) e o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas, ficou-se a saber que a greve dos combustíveis vai continuar.

Há consequências na vida das pessoas e das empresas. Isto é o que tem de saber antes de pegar no automóvel.

1. Precisa de usar transportes públicos ou vai viajar de avião?

Informe-se antes e procure alternativas. Já há constrangimentos nos em alguns aeroportos nacionais e também autocarros que estão parados, por falta de combustível.

2. Desloca-se de carro em Lisboa e Porto?

Se costuma deslocar-se de automóvel para o trabalho, em Lisboa ou Porto, deve saber que 40% das bombas de gasolina vão ser abastecidas.

Antes de usar o carro deve verificar:

– Se tem combustível suficiente para ir e voltar a casa;
– Se precisa de abastecer, deve contar com algum tempo de espera e longas filas sem a garantia de que haja combustível quando chegar a sua vez.

3. Fora de Lisboa ou Porto?

Os serviços mínimos preveem apenas abastecimento de 40% dos postos de Lisboa e Porto, o que significa que quem vive e trabalha nas restantes regiões do país deve contar com constrangimentos, que podem chegar a ser críticos se a greve não for levantada.

Se é um dos que contam passar a Páscoa fora, então avalie toda a situação por forma a chegar ao destino, passar um bom tempo em família e voltar a casa com tranquilidade.