Impostos

Portugal é dos países da UE onde dívida pública mais pesa

2 min
dívida pública

O relatório do Eurostat, relativo a 2015, detalha como os países da União Europeia distribuem a despesa pública pelas várias funções do Estado. É uma comparação que tem por base o peso dos gastos em cada função, no PIB e na despesa total de cada Estado.

Em Portugal, o peso da despesa do Estado no total da economia, era de 48,4% do PIB, ligeiramente abaixo da média da zona euro (48,5%) e acima da União Europeia (47,2%).
O país está abaixo da média na protecção social, uma vez que nesta área gasta 18,3% do PIB e 37,8% da despesa do Estado, contra os 20,1% do PIB e 41,5% da despesa total na zona euro.

Portugal também difere da zona euro nos gastos com saúde. Em 2015, 16,8% das despesas do Estado tinham como destino “gastos públicos gerais”, acima dos 12,7% canalizados para a saúde. Na zona euro, os gastos com a saúde têm um peso de 14,9%, enquanto os “gastos públicos gerais” representam 13,6%, sendo esta a segunda função social que mais absorve as verbas. Uma diferença que se justifica com os gastos associados à dívida pública (nomeadamente pagamento de juros), que o Eurostat inclui na rubrica “gastos públicos gerais”. Portugal é o quinto país da UE e o terceiro da zona euro com o peso mais elevado desta rubrica nas despesas totais.

Avaliando o peso dos “gastos públicos gerais” no PIB, esta rubrica pesa 8,1% em Portugal (contra 6,6% na Zona Euro), tornando-se o sétimo nível mais elevado na União Europeia.

No que toca à educação, os gastos em Portugal estão acima da média. 12,4% da despesa do Estado em 2015 teve a educação como destino, quase tanto como o gasto em saúde e bem acima da média da zona euro (9,7%) e da União Europeia (10,3%). Está igualmente acima da média da UE nos gastos com os idosos (25,3% do total contra 22,3% na zona euro).

Leia mais  Saiba quais os custos das empresas com o IRC